duv-idoso-faixa.jpg
duv-idoso-logo.png

PATROCÍNIO

nestle-health-science_footer.png

Constipação em idosos: entenda o problema e saiba como amenizá-lo




Um dos fatores (aparentemente) simples que mais interferem na qualidade de vida dos idosos é a constipação intestinal. Ainda que, por definição, a constipação intestinal não seja considerada uma doença, a condição interfere de diferentes formas sobre as funções intestinais, principalmente no que se refere à frequência das evacuações, que sofrem uma redução.


De forma geral, os sintomas do quadro são bastante subjetivos. Isso porque inclui, além da dificuldade de evacuar, a sensação de evacuação incompleta, desconforto, dor abdominal, mal-estar e distensão abdominal. Já as causas da constipação intestinal são multifatoriais e envolvem fatores orgânicos, fisiológicos, psicológicos, emocionais, físicos e ambientais.


Entre os principais fatores alimentares estão o baixo consumo de fibras e a pouca ingestão de água, assim como um estilo de vida sedentário. Sintomas associados a aspectos psicológicos e emocionais, como ansiedade e depressão, também estão entre as causas mais expressivas de reduzir os movimentos intestinais e contribuírem para o surgimento da constipação intestinal.


Por isso, o tratamento deve contemplar mudanças que foquem nesses desencadeadores, como: a prática de exercícios físicos (dentro da possibilidade e capacidade funcional do idoso); ações individuais e coletivas para o bem-estar emocional; foco numa hidratação adequada; e a adoção de bons hábitos alimentares com o aumento do consumo das fibras em pacientes não acamados.


Em relação ao aumento do consumo de fibras, é importante que isso seja feito de forma gradativa juntamente com o aumento da ingestão de água. Para isso, é preciso priorizar alimentos como frutas, hortaliças e cereais integrais, além de sementes e farelos, como o de aveia, que promovem o aumento do volume do bolo fecal e aceleram o trânsito intestinal, facilitando a evacuação.


Por fim, cabe lembrar que a constipação pode ser também indício de algumas doenças intestinais mais graves. Dessa forma, o ideal é sempre buscar auxílio profissional para fazer uma avaliação individualizada e as adequações necessárias para cada idoso.


Mas ainda assim, uma mudança de estilo de vida pode trazer mais qualidade de vida e bem-estar a todos. Por isso, separamos a seguir três receitas que, além de saborosas e simples, são ricas em fibras e outros nutrientes importantes para a manutenção da saúde. Confira!


• Antepasto de legumes:










Ingredientes: 4 colheres (sopa) de azeite de oliva

1 cebola em cubos pequenos

1 berinjela em cubos pequenos

1 abobrinha italiana em cubos pequenos

1 colher (sopa) de orégano desidratado

1 colher (sopa) de salsinha picada

3 ramos de alecrim

Sal a gosto


Modo de preparo: Em uma travessa, adicione todos os ingredientes. Tempere com sal e as ervas. Leve ao forno (pré-aquecido a 180ºC) e deixe por aproximadamente 45 min ou até que os legumes estejam macios. Misture a cada 10-15 minutos. Finalize com a salsinha picada.


Dica: Esse antepasto pode ser servido de entrada (frio), juntamente com uma salada (mix de folhas) ou até mesmo quentinho, como acompanhamento de um prato principal.


• Sopa de lentilha com quinoa e cenoura:














Ingredientes: ½ cebola picada em cubos pequenos 2 colheres (sopa) de azeite de oliva 2 dentes de alho picados 1 cenoura ralada 1 xícara (chá) de lentilha cozida ½ xícara (chá) de quinoa cozida 1 xícara (chá) de caldo de legumes caseiro Sal e pimenta a gosto Salsinha picada a gosto Brotos para decorar (opcional)


Modo de preparo:

Em uma panela funda, refogue a cebola no azeite de oliva. Depois acrescente o alho picado. Refogue até que estejam dourados. Adicione a cenoura ralada e cozinhe um pouco. Agregue a lentilha, a quinoa e o caldo de legumes. Cozinhe em fogo baixo por aproximadamente 20 minutos ou até atingir a consistência desejada. Tempere com sal e pimenta a gosto. Finalize com a salsinha e os brotos. Sirva em seguida. Dica: Essa receita pode ser preparada com qualquer outra leguminosa, como ervilha, feijão branco, soja ou edamame.


• Mingau de aveia com banana e castanhas













Ingredientes: 1 xícara (chá) de leite ou bebida vegetal 3 colheres (sopa) de aveia em flocos ou farelo de aveia 1 colher (sopa) de açúcar mascavo

Essência de baunilha a gosto

1 colher (chá) de canela 1 colher (sopa) de castanha triturada

Banana picada em rodelas finas (opcional)


Modo de preparo:

Em uma panela, aqueça o leite e coloque o farelo ou a aveia em flocos e o açúcar mascavo. Mexa até engrossar. Desligue o fogo e acrescente a essência de baunilha. Sirva em um recipiente, polvilhe canela e finalize com a castanha triturada e as rodelas de banana.


Dica: Para ganhar tempo na cozinha, você pode preparar essa receita em grandes quantidades, porcionar e guardar na geladeira para consumir em até 3 dias.



Referências bibliográficas:

ANTUNES, M. D.; DE OLIVEIRA, K. C. C.; ACENCIO, F. R.; DE OLIVEIRA, D. V.; GARCEZ, D. A. G.; BENNEMANN, R. M. Constipação intestinal em idosos e a relação com atividade física, alimentação e cognição: uma revisão sistemática. Rev Med (São Paulo), maio-jun.;98(3):202-7, 2019.

DINIZ, E. M. S. R. R. Constipação intestinal: uma revisão. Curso de especialização em Saúde Pública da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal de Minas Gerais (Monografia), Minas Gerais, 2008.

KLAUS, J. H.; DE NARDIN, V.; PALUDO, J.; SCHERER, F.; DAL BOSCO, S. M. Prevalência e fatores associados à constipação intestinal em idosos residentes em instituições de longa permanência. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol., Rio de Janeiro, 18(4):835-843, 2015.




APOIO

logo-abg-branco.png
logo-sbgg.png
logo-ashoka-branco.png
logo-acirmesp-branco.png