duv-idoso-faixa.jpg
duv-idoso-logo.png

PATROCÍNIO

nestle-health-science_footer.png

Como os caldos e sopas podem ajudar na hidratação do organismo?



A alimentação e as atividades físicas na fase sênior são assuntos recorrentes na mídia, mas pouco se fala da hidratação na velhice, um aspecto fundamental da saúde dessa parcela da população. Isso porque a desidratação é uma condição bastante frequente entre os idosos e pode deixa-los mais suscetível a doenças infecciosas, disfunções renais e até acometimentos cerebrovasculares (algumas vezes apresentadas clinicamente na forma de delirium ou estado confusional agudo).

Embora muitos fatores possam estar relacionados à redução na sensação de sede, como disfunção cerebral e alteração nos receptores de sensibilidade, as causas mais comuns em idosos incluem as limitações físicas (que os tornam dependentes de outras pessoas) e as alterações na capacidade de deglutição (que muitas vezes exigem o uso de espessantes nos líquidos).


Dessa forma, considerando essas limitações que podem dificultar a ingestão de uma grande quantidade de líquidos de uma única vez, a orientação geral é ingerir pequenas quantidades de água, diversas vezes ao dia. Para isso, bebidas como sucos, chás e águas saborizadas podem ajudar a diversificar e incentivar o consumo.

Mas além dos aspectos diretamente ligados à ingestão de líquidos propriamente ditos, a redução do consumo de certos tipos de alimentos e pratos ricos em água também pode ser prejudicial! De acordo com os especialistas, os alimentos deveriam ser responsáveis por cerca de 22% do consumo diário de fluídos pelas pessoas mais velhas.


Por isso, é importante apostar em preparações que forneçam uma boa quantidade de água, como frutas, vegetais, caldos e sopas. Além de contribuírem com a hidratação (sendo compostos por cerca de 80% de água), esses pratos costumam ser fáceis de consumir e geram a sensação de conforto térmico (no caso das sopas).


Então, quer saber como preparar uma sopa ou um caldo nutricionalmente completo e saudável? Confira abaixo os principais ingredientes indicados:


Carboidratos: batata, mandioca, mandioquinha, inhame, batata doce, arroz (de preferência integral), macarrão ou massas recheadas (para preparar, por exemplo, uma sopa de capeletti).

Proteínas: ervilha, lentilha, feijão, grão-de-bico, tofu, carne moída, frango desfiado, queijos ou ovos.

Vitaminas e minerais: vegetais variados, tanto verduras quanto legumes.


E a seguir, separamos 3 receitas de sopas nutritivas e deliciosas. Bom apetite!


Sopa de capeletti

2 colheres (sopa) de azeite de oliva

½ cebola picada

1 cenoura picada

1 talo de salsão picado

2 dentes de alho picados

1,5 litro de caldo de frango ou de legumes caseiro

500 g de capeletti da sua preferência (frango ou ricota e espinafre ou carne)

Sal e pimenta branca a gosto

1 colher (sopa) de salsinha picada


Modo de preparo: em uma panela grande, aqueça o azeite e refogue a cebola, a cenoura e o salsão, mexendo de vez em quando. Acrescente os alhos picados e quando estiverem dourados, adicione o caldo caseiro. Assim que o líquido começar a ferver, acrescente o capeletti. Cozinhe até que o capeletti esteja no ponto desejado, mexendo de vez em quando. Tempere com sal e pimenta branca a gosto. Finalize com a salsinha picada. Sirva em seguida.


Sopa de feijão com legumes


2 xícaras (chá) de feijão carioca cozido e temperado

1 litro de caldo de legumes caseiro

2 colheres (sopa) de óleo vegetal

2 dentes de alho picados

½ cebola cortada em cubos pequenos

1 cenoura cortada em cubos médios

1 xícara (chá) de macarrão, da sua preferência

Sal a gosto

Pimenta síria a gosto

Modo de preparo: bata o feijão com a água ou caldo no liquidificador. Se quiser mais grãos, bata pouco. Em uma panela funda, doure o alho e a cebola juntamente com o óleo vegetal. Acrescente o feijão batido, misture bem e deixe ferver. Acrescente o macarrão e a cenoura cortada em cubos médios. Cozinhe por 10 minutos. Apague o fogo e deixe descansar por mais 10 minutos. Sirva bem quente.


Dica: Aproveite o feijão que sobrou do almoço para preparar essa deliciosa sopa de feijão. Se você tem o hábito de consumir feijão preto ou de corda, não tem problema, essa receita também pode ser preparada com esses tipos de feijões. Além disso, você pode incluir os mais variados vegetais (vagem, abóbora, couve-flor, brócolis, etc.) que tiver na sua geladeira, contribuindo assim para tornar essa sopa ainda mais nutritiva.


Sopa de ervilha com farofinha de ovo


700 g de ervilhas frescas

400 g de batatas (sem casca) em cubos

1 cebola picada

3 dentes de alho picados

2 colheres (sopa) de azeite de oliva

1,5 litro de caldo de legumes caseiro

Sal a gosto

Pimenta do reino a gosto

2 ovos cozidos


Modo de preparo: em uma panela funda, refogue a cebola e o alho no azeite de oliva. Depois acrescente as ervilhas e as batatas picadas. Refogue até que estejam dourados. Adicione o caldo de legumes. Cozinhe em fogo baixo por aproximadamente 20 minutos ou até que a batata esteja cozida. Transfira para o liquidificador ou bata com um mixer na própria panela até ficar homogêneo. Se ficar muito grosso, adicione um pouco da água até atingir a consistência desejada. Tempere com sal e pimenta a gosto. Para a farofinha de ovos, pique-os finamente na faca ou no processador de alimentos. Salpique sobre a sopa e finalize com um fio de azeite. Sirva em seguida.


Referências bibliográficas:


CAMPOS, M. T. F. DE S.; MONTEIRO, J. B. R.; ORNELAS, A. P. R. DE C. Fatores que afetam o consumo alimentar e a nutrição do idoso. Rev. Nutr. 13 (3), dez, 2000.


MASSONETTO, M. C. M.; BARBOSA, F. Z..; BIHETTI, A. P. A. S.; FRANGELLA, V. S. Hidratação em idosos institucionalizados: importância, processos e estratégias. Nutrição Brasil, v. 16, n. 6, 2017.


SASS, A.; Marcon, S. S. Dependence to feed itself and food consumption in hospitalized elderly. Pesquisa, Rev. Bras. Enferm. 65 (6), Dez 2012.





APOIO

logo-abg-branco.png
logo-sbgg.png
logo-ashoka-branco.png
logo-acirmesp-branco.png