duv-idoso-faixa.jpg
duv-idoso-logo.png

PATROCÍNIO

nestle-health-science_footer.png

Saiba mais sobre incontinência urinária


De acordo com a Sociedade Internacional de Continência (https://www.ics.org/) a incontinência urinária é definida como qualquer perda involuntária de urina, ou seja, qualquer escape de xixi.


Apesar desta perda de urina ser muito comum, principalmente entre mulheres de 50 e 89 anos, ela não é normal e tem impacto significativo nas pessoas que passam por esse problema, podendo causar muitas idas ao banheiro, noites mal dormidas e uso de fraldas.


Com a piora a pessoa pode evitar o uso de roupas claras, sair de casa, receber uma visita, praticar esportes, reduzindo assim, suas atividades e autoestima.


A incontinência urinária pode ser classificada em três tipos: esforço, urgência e mista. Classifica-se incontinência de esforço quando se perde urina, por exemplo, ao tossir, espirrar, correr ou praticar exercícios físicos. A incontinência urinária de urgência, como o próprio nome diz, causa uma forte vontade de urinar, uma urgência que caso não seja resolvida, leva ao escape urinário. Por sua vez, a incontinência urinária mista é quando existe componente de esforço e de urgência reunidos.


Muitas vezes, esses escapes de urina são considerados normais da idade ou da mulher, mas reforçamos que este é um tabu e o problema é uma epidemia mundial silenciosa. Caso você esteja passando por este problema de escape de urina, procure informar estas queixas urinárias para a equipe de saúde.


Não esconda este problema dos profissionais, pois com a identificação do seu quadro clínico, você poderá receber o tratamento adequado para ajudar no tratamento dos escapes de urina, como exemplo, a fisioterapia do assoalho pélvico, medicação e em casos mais graves até cirurgias.


Lembre-se de que o escape de xixi não é normal, apesar de ser muito comum. A incontinência urinária não pode ser negligenciada e tratada como aspecto natural do envelhecimento. Informe a equipe de saúde para preservar sua autoestima, relacionamentos e bem-estar.

Fontes:

https://www.gov.br/ebserh/pt-br/hospitais-universitarios/regiao-nordeste/ch-ufc/comunicacao/noticias/incontinencia-urinaria-atinge-40-das-mulheres-acima-de-50-anos


https://docs.bvsalud.org/biblioref/2018/05/883713/iu-final_rev.pdf



APOIO

logo-abg-branco.png
logo-sbgg.png
logo-ashoka-branco.png
logo-acirmesp-branco.png