top of page
duv-idoso-faixa.jpg
duv-idoso-logo.png

PATROCÍNIO

nestle-health-science_footer.png

Qual é a relação entre o uso de dispositivos eletrônicos e o risco de desenvolver câncer?


Atualmente, não há evidências científicas suficientes que comprovem uma relação direta entre o uso frequente de dispositivos eletrônicos, como smartphones e laptops, e um aumento significativo no risco de desenvolver câncer.


Os dispositivos eletrônicos emitem radiação não ionizante, como a radiação de radiofrequência, que é considerada de baixa energia. Estudos científicos realizados até o momento não encontraram evidências consistentes que apoiem a ideia de que essa forma de radiação esteja diretamente relacionada ao desenvolvimento de câncer em humanos.


No entanto, é importante manter uma postura cautelosa e estar ciente dos potenciais efeitos a longo prazo da exposição a essas tecnologias. Alguns estudos têm investigado possíveis associações entre o uso intensivo de telefones celulares e certos tipos de câncer, como câncer de cérebro, mas os resultados são contraditórios e não são conclusivos.


Para reduzir qualquer preocupação, é aconselhável seguir as diretrizes de segurança fornecidas pelos fabricantes de dispositivos eletrônicos. Essas diretrizes geralmente recomendam o uso de dispositivos a uma distância adequada do corpo, o uso de dispositivos com baixa taxa de absorção específica (SAR, na sigla em inglês) e a limitação do tempo de exposição.


No geral, é fundamental continuar acompanhando pesquisas científicas confiáveis sobre o tema, bem como seguir as orientações de saúde e segurança fornecidas pelas autoridades competentes. Se surgirem dúvidas ou preocupações específicas, é recomendável consultar profissionais de saúde qualificados para obter informações atualizadas e apropriadas.


Comments


APOIO

logo-abg-branco.png
logo-sbgg.png
logo-ashoka-branco.png
logo-acirmesp-branco.png
bottom of page