duv-idoso-faixa.jpg
duv-idoso-logo.png

PATROCÍNIO

nestle-health-science_footer.png

Como podemos trabalhar a auto-estima na velhice?


Como em qualquer outra etapa da vida, manter a saúde e o bem-estar é essencial, principalmente quando falamos de sentir bem consigo mesmo e buscar a melhor versão.


Muitas pessoas, ao chegar na velhice, pensam ter vivido o suficiente ou acreditam que não precisam mais sentir satisfação com suas respectivas imagens. Mas, muito pelo contrário!


Desenvolver a autoestima pode ser uma das grandes soluções para problemas psicológicos, sociais e até mesmo fisiológicos. E, para isso, trouxemos aqui algumas dicas para que esse processo de desenvolvimento da autoestima seja mais leve e saudável:

  • Estimular a vaidade num contexto das adaptações possíveis


  • Cuidar da aparência, juntamente com a higiene pessoal, é um passo fundamental para que a situação comece a mudar. Fazer um corte de cabelo, hidratar a pele, são tarefas simples que fazem toda diferença. Aprimorá-la não significa somente retratar um modelo padrão de beleza. Porém, é entender e divulgar a heterogeneidade, ou seja, compreender que somos únicos e que cada um possui valores e belezas individuais.


  • Estimular a socialização e evitar a solidão. Procurar atividades em grupo é um excelente passo para construir laços e dividir experiências.


  • Praticar exercícios físicos, faz bem tanto para o corpo quanto para a mente.

Lembre-se: O melhor relacionamento que existe, é ter um caso de amor com a própria vida.


Cuide-se bem!

Referências:

https://geriatriagoiania.com.br/a-importancia-da-autoestima-no-idoso/

https://vivatecs.com/blog/posts/autoestima-na-terceira-idade/

APOIO

logo-abg-branco.png
logo-sbgg.png
logo-ashoka-branco.png
logo-acirmesp-branco.png