duv-idoso-faixa.jpg
duv-idoso-logo.png

PATROCÍNIO

nestle-health-science_footer.png

Porque temos mais câncer no envelhecimento?


Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), um a cada quatro homens entre os 60 e 79 anos têm ou poderá desenvolver algum tipo de câncer. Já o percentual feminino é ainda maior: uma a cada três mulheres. E conforme a previsão, em 2030, o país terá mais idosos do que crianças e jovens, com isso a mortalidade por câncer terá crescido 45%, conforme previsão da própria ONU.


Mas o que influencia esses números?

As pesquisas mais recentes apontam que além do envelhecimento natural das células, e com elas o desgaste dos telômeros - regiões cromossômicas localizadas nas extremidades dos cromossomos e que são consumidas a cada divisão celular - há também os fatores de risco, que são prejudiciais ao longo dos anos, como: sol; cigarro; sedentarismo e má alimentação.


Entenda um pouco mais:

O que acontece no organismo é que a estrutura e os componentes dos tecidos

saudáveis dos jovens evitam que os tumores se desenvolvam. Já nos tecidos dos idosos, além de desestruturados pelo desgaste dos telômeros, eles apresentam maior quantidade das chamadas células senescentes - ou seja, que estão em processo de envelhecimento, podem apresentar falhas de reparação ou produzir substâncias que auxiliam na formação de possíveis tumores.


A soma de todos esses fatores têm influência direta no aumento de casos de câncer na terceira idade. E por isso a importância de estar atento a possíveis sintomas que podem direcionar uma suspeita de câncer a um diagnóstico precoce.


Fique atento(a):

Sinais como: o emagrecimento repentino e inexplicado, falta de apetite, alteração do hábito intestinal (diarreia ou constipação), perda de sangue pelas fezes, cansaço excessivo, palidez ou pele amarelada.


Acompanhamento preventivo como aliado no diagnóstico precoce:

Por isso, quando se fala em saúde na terceira idade é fundamental ter acompanhamento de uma equipe multidisciplinar para o monitoramento contínuo de doenças crônicas como a hipertensão, diabetes, osteoporose, entre outras e exames preventivos (rastreamento) de tumores, quando indicado.

Mantenha seus exames em dia, consulte seu médico com regularidade.

Cuide-se bem!


Fontes:

http://www.oncoguia.org.br/conteudo/cancer-em-idosos-pode-ter-relacao-com-maus-

habitos-ao-longo-da-vida/12966/7/

https://www.accamargo.org.br/sobre-o-cancer/noticias/misterios-insoluveis-por-que-

temos-mais-cancer-com-o-envelhecimento

APOIO

logo-abg-branco.png
logo-sbgg.png
logo-ashoka-branco.png
logo-acirmesp-branco.png