duv-idoso-faixa.jpg
duv-idoso-logo.png

PATROCÍNIO

nestle-health-science_footer.png

Dia Nacional do Diabetes





26 de junho é comemorado o dia Nacional do Diabetes, uma data que surgiu em parceria entre o Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde (OMS) para conscientizar os brasileiros sobre a doença que afeta 8,9% de toda a população do Brasil, segundo dados de 2016 divulgados pelo Ministério da Saúde. Este número corresponde a mais de 18 milhões de pessoas e representa um crescimento de 61,8% em relação a 2006. A diabetes é uma doença crônica que afeta a maneira como o corpo utiliza a glicose adquirida por meio dos alimentos. Isso ocorre devido à falta total ou parcial de insulina, um hormônio produzido pelo pâncreas, responsável por levar a glicose até as células.  


Como as pessoas com diabetes não conseguem produzir quantidades suficientes para levar o açúcar para dentro das células do corpo, consequentemente ocorre uma diminuição da geração de energia nessas células. Devido à falta ou escassez de insulina, a glicose que não é capaz de entrar na célula sem esse hormônio, acaba ficando na corrente sanguínea, levando a um quadro de hiperglicemia, ou excesso de açúcar no sangue.   


Existem dois tipos mais comuns de diabetes: diabetes tipo 1 e o diabetes tipo 2. A incidência de diabetes tipo 1 é muito menor do que a de diabetes tipo 2, segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD).


Os casos de diabetes tipo 1 representam entre 5% e 10% do total. É caracterizado como uma doença autoimune, onde anticorpos da própria pessoa agridem as células produtoras de insulina, fazendo com o que o pâncreas pare de produzir insulina. Normalmente o diabetes tipo 1 se apresenta na infância ou adolescência, e por isso é também chamado de Diabetes Juvenil.  No caso do diabetes tipo 2, a doença representa 90% dos casos e é uma doença que vem aumentando muito nos últimos anos, devido às alterações no estilo de vida, como alimentação inadequada e sedentarismo. É uma doença crônica e pode ser silenciosa. Normalmente o diabetes tipo 2 se apresenta mais na fase adulta e com alta prevalência em pessoas idosas.   


O tratamento inclui medicações de uso oral e opções injetáveis, como a insulina. Há vários tipos de insulina no mercado, algumas de ação rápida, outras de ação lenta, e a combinação delas são necessárias em alguns casos.

Parte muito importante do tratamento e da prevenção é o cuidado com uma alimentação balanceada e a prática regular de atividades físicas. Siga sempre as orientações da equipe de saúde e mantenha a sua consulta de rotina em dia.


Cuide-se bem!


Fonte: https://diabetes.org.br/https://www.anahp.com.br/noticias/noticias-hospitais-membros/dia-nacional-do-diabetes-e-celebrado-em-26-de-junho-quase-9-da-populacao-e-afetada-pela-doenca/

APOIO

logo-abg-branco.png
logo-sbgg.png
logo-ashoka-branco.png
logo-acirmesp-branco.png