duv-idoso-faixa.jpg
duv-idoso-logo.png

PATROCÍNIO

nestle-health-science_footer.png

Enfrentando o idadismo



Enraizado em nossa cultura, o preconceito pela idade, chamado de idadismo, prejudica a saúde física e mental de pessoas idosas no Brasil e no mundo afetando mais de 60% da população mundial. Pode causar sérias consequências para quem sofre desse preconceito, como isolamento social, incapacidade física, depressão, solidão e perda de autoestima, podendo até reduzir em sete anos a expectativa de vida.


Por isso, a iniciativa do Glossário Coletivo de Enfrentamento ao Idadismo que ajuda a combater essa discriminação, chega em boa hora e traz uma das ações da Campanha de Enfrentamento ao Idadismo chamada “Lugar de pessoa idosa é onde ela quiser”, uma ferramenta educativa fruto de uma articulação entre o setor público, terceiro setor e sociedade civil idealizada pela Longevida, sob a coordenação geral de Sandra Gomes. O Glossário reúne termos, expressões, frases, depoimentos e situações que expressam o idadismo vivenciado por pessoas idosas.


A leitura do Glossário é válida para todos(as) como uma forma de sensibilização sobre o tema, pois nos transmite a reflexão, que, de forma praticamente inconsciente, ainda reforça o preconceito sobre a fase da velhice.


Na contramão deste preconceito, o médico Alexandre Kalache diz que "a melhor coisa que pode nos acontecer é envelhecer".


Clique aqui e veja a entrevista completa


Fontes:

https://www.mpba.mp.br/sites/default/files/biblioteca/direitos-humanos/direitos-da-pessoa-idosa/publicacoes/glossario_idadismo.pdf


https://iris.paho.org/handle/10665.2/54599


https://cee.fiocruz.br/?q=Alexandre-Kalache-A-melhor-coisa-que-pode-nos-acontecer-e-envelhecer


APOIO

logo-abg-branco.png
logo-sbgg.png
logo-ashoka-branco.png
logo-acirmesp-branco.png