duv-idoso-faixa.jpg
duv-idoso-logo.png

PATROCÍNIO

nestle-health-science_footer.png

Você sabe qual a importância do cálcio para idosos?



O cálcio é o mineral mais abundante em nosso corpo, chegando a representar de 1 a 2% do peso de um adulto. A maior concentração de cálcio está em nossos ossos e dentes, chegando a cerca de 99%, e o restante circula por nossa corrente sanguínea.


O consumo diário de cálcio, em uma dieta balanceada, ajuda na prevenção à osteoporose que deve ser atrelada à prática de exercícios físicos (veja nossas dicas de como se exercitar em casa) e ao sono de qualidade.


Mas quanto de cálcio deve ser consumido?


A OMS recomenda que após os 60 anos, o consumo de cálcio seja de 1.500mg ao dia.


Quais alimentos têm cálcio e que podem contribuir com a ingestão diária desse mineral?


• Laranja-lima (180g) – 56mg de cálcio.

• Leite integral (1 copo) – 295mg de cálcio.

• Mamão formosa (170g) – 42mg de cálcio.

• Pão de queijo (2 unidades médias) – 41mg de cálcio.

• Queijo fresco (56 g) – 324mg de cálcio

• Pescada (120g) – 454mg de cálcio.

• Sardinha assada (50g) – 219mg de cálcio.

• Couve (2 colheres de sopa) – 160mg de cálcio.

A vitamina D, que já foi tema de um artigo aqui, estimula a absorção do cálcio pelo nosso organismo após a exposição solar, ou seja, sem ela o nosso corpo não absorve o cálcio de maneira adequada e nossos ossos podem se tornar mais frágeis.


Vale sempre lembrar: sua alimentação deve estar adequada às suas condições de saúde e orientada pelo seu médico ou nutricionista.


Ficou com dúvida sobre o tema? Mande sua pergunta para gente.

APOIO

logo-abg-branco.png
logo-sbgg.png
logo-ashoka-branco.png
logo-acirmesp-branco.png