duv-idoso-faixa.jpg
duv-idoso-logo.png

PATROCÍNIO

nestle-health-science_footer.png

Vamos falar sobre a Leucemia Linfóide Crônica?


A Leucemia Linfóide Crônica (LLC) ou Leucemia Linfocítica Crônica, a mais comum das leucemias, geralmente ocorre em pacientes com 60 ou 70 anos de vida.

Não existe fator de risco para a doença, ela ocorre por um erro na maturação dos linfócitos no organismo. No quesito de diagnósticos, a maior parte dos casos são descobertos por meio de alterações em hemogramas de rotina e naqueles pacientes sintomáticos, podem ocorrer:

- Febre

- Intensa sudorese noturna

- Perda de peso

- Fadiga

- Aumento das e nodulações

- Achados nos exames físicos.

Os tratamentos variam de caso a caso, enquanto alguns precisam de intervenção imediata, outros precisarão em algum momento ou não será prescrito, a depender da análise médica, partindo do estadiamento e prognóstico da doença, sintomas, idade, estado de saúde em geral e efeitos colaterais do tratamento.

Quando necessário os principais tipos de tratamentos são a quimioterapia, anticorpos monoclonais, terapia alvo, terapia de suporte e transplante de células tronco. Com menos frequência, a leucoferese, cirurgia ou radioterapia também podem ser indicadas.

Cuide-se bem e siga sempre as recomendações médicas.

Referências:

Yamamoto, Mihoko e Figueiredo, Vera L. P.Epidemiologia da leucemia linfocítica crônica e leucemia linfocítica crônica familiar. Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia [online]. 2005, v. 27, n. 4 [Acessado 1 Abril 2022] , pp. 229-232.

Clique aqui e acesse

APOIO

logo-abg-branco.png
logo-sbgg.png
logo-ashoka-branco.png
logo-acirmesp-branco.png