top of page
duv-idoso-faixa.jpg
duv-idoso-logo.png

PATROCÍNIO

nestle-health-science_footer.png

Os sentimentos de quem cuida de alguém com câncer


Uma montanha-russa de emoções é uma descrição bastante utilizada por quem cuida de alguém com câncer. Este papel, sem dúvidas, exige bastante e qualquer pessoa pode experimentar sentimentos novos, fortes, nem sempre positivos, por melhor que seja sua intenção. Ao longo do tratamento, eles também podem ir mudando.


Não existe uma maneira certa ou errada de sentir ou reagir. Reconhecer os sentimentos e pensar em estratégia para lidar com eles é um caminho saudável a ser trilhado, tanto para o cuidador quanto para quem está sendo apoiado.

Alguns sentimentos entre os mais relatados:


Raiva: Pode ser difícil de perceber ou até reconhecer, mas cuidadores dizem que muitas vezes sentem raiva de si mesmos, de seus familiares ou até da pessoa que está com câncer. A raiva pode vir por conta de outros sentimentos difíceis de demonstrar, como medo, frustração, pânico ou preocupação. Também pode ser um ressentimento por tudo o que vocês estão passando.


Pesar: Você pode estar de luto pela perda de algo muito importante para você, como a saúde de uma pessoa querida e a vida que vocês tinham antes do câncer. É importante se permitir lamentar essas perdas. Leva tempo para trabalhar e aceitar todas as mudanças que estão ocorrendo.


Culpa: Sentir-se culpado é uma reação comum dos cuidadores. Você pode se culpar por considerar que não está ajudando o suficiente, ou que seu trabalho ou a distância da pessoa está atrapalhando. Você pode até sentir-se culpado por ser saudável. Ou pode se sentir culpado por não agir de forma otimista ou alegre.


Ansiedade e depressão: Ansiedade significa que você tem preocupações extras, não consegue relaxar, se sente tenso ou você tem ataques de pânico. Muitas pessoas se preocupam em como pagar contas, administrar o trabalho e cuidar da família. Agora têm o estresse adicional de como o câncer afeta a família e, claro, como está a pessoa querida. A depressão é uma tristeza persistente que dura mais de duas semanas.


Solidão: Você pode se sentir sozinho em seu papel de cuidador, mesmo que tenha muitas pessoas por perto. É comum sentir que ninguém entende o que você está passando. Você também pode sentir-se solitário porque tem menos tempo para ver outras pessoas e fazer as coisas que costumava fazer.


Esperança: Você pode se sentir esperançoso durante todo o tratamento de câncer da pessoa de quem você cuida. E o que que você espera pode mudar com o tempo. Você pode esperar por uma cura acima de tudo, mas também pode ter esperança de outras coisas, como conforto, paz, aceitação e alegria.

Você pode se identificar com todos os sentimentos descritos acima ou apenas alguns deles. Também pode alternar entre eles, com alguns dias sendo melhores que outros. Tente se dar tempo para entender e trabalhar com as suas emoções e procure falar sobre isso. Peça ajuda.


Não espere nada piorar ou algo mais grave acontecer. Por mais que sejam normais, você pode e deve buscar apoio para lidar com seus sentimentos. Pode ser um amigo bom conselheiro, alguém que admira e esteja próximo, um familiar, um profissional da equipe ou um profissional voltado à saúde mental.

Lembre-se que você tem motivos para se sentir chateado e esconder esses sentimentos pode impedir que outras pessoas entendam as suas necessidades. Existem muitas diferentes maneiras saudáveis de encontrar alívio neste período difícil.


Seja qual for a sua situação, você não está sozinho. Outros cuidadores certamente compartilham seus sentimentos e você pode se conectar com eles.


Duv-Idoso e Oncoguia


Fontes:

Comments


APOIO

logo-abg-branco.png
logo-sbgg.png
logo-ashoka-branco.png
logo-acirmesp-branco.png
bottom of page