duv-idoso-faixa.jpg
duv-idoso-logo.png

PATROCÍNIO

nestle-health-science_footer.png

Suplementação alimentar em idosos



O envelhecimento é um processo natural e individual que causa uma série de alterações no organismo. Dentre essas mudanças, podemos citar a necessidade de ingestão de certos nutrientes para a manutenção da boa saúde. No entanto, o idoso pode apresentar uma redução do apetite, uma digestão mais lenta, disfagia (dificuldades para engolir os alimentos), assim como problemas dentários, que impactam negativamente o consumo alimentar. Por isso, muitas vezes esses idosos podem apresentar um consumo inadequado de nutrientes importantes, como proteínas, vitaminas, minerais e até de calorias. Dessa maneira, para evitar a perda de peso e de massa muscular, a suplementação é indicada tanto por médicos quanto por nutricionistas.


A intervenção nutricional no idoso deve ser individualizada e abrangente, com o objetivo de garantir um consumo adequado e equilibrado, para a manutenção ou melhora do estado nutricional, como também da qualidade de vida. Assim que for constatada alguma deficiência nutricional e o consumo alimentar do idoso não for suficiente para atender essas necessidades, é orientado o uso de suplementos alimentares.


E quando devemos iniciar a suplementação alimentar nos idosos?

A indicação de suplementação alimentar por meio de produtos industrializados é realizada quando o consumo é menor que 70% das recomendações diárias por meio da alimentação via oral. Ao mesmo tempo, quando o idoso apresenta uma perda de peso não intencional, ou seja, sem alterações de hábitos de vida, como dieta e/ou atividade física, de aproximadamente 10% nos últimos seis meses, a suplementação também é indicada.


Os suplementos alimentares são produtos densos em energia e/ou em nutrientes específicos projetados para aumentar a ingestão alimentar dos indivíduos na presença de carências nutricionais. Atualmente, existe uma variedade de marcas e composições, como por exemplo: bebidas (leite, suco, iogurte), formatos (líquido, pó, pudim), volumes, tipos (alta proteína, ricos em fibras ou cálcio e vitamina D), densidades energéticas (1 a 3 kcal/ml) e sabores variados (baunilha, chocolate, morango, banana, capuccino, etc) para satisfazer aos mais diversos paladares, incluindo até versões sem sabor. Essa última opção facilita a aceitação, uma vez que pode ser adicionada tanto em preparações doces quanto salgadas que sejam mais bem aceitas pelos idosos.


É importante ressaltar que assim como a prescrição correta do suplemento alimentar, seguir as instruções de uso (quantidade e modo de preparo) é fundamental, visto que o uso inadequado pode não trazer o resultado esperado. Em muitos casos, a melhor maneira de otimizar o consumo é optar pelo produto pronto (nem necessidade de diluição ou manipulação) na quantidade ou volume que são tolerados pelos idosos, evitando assim o desperdício econômico.


Deve-se, ainda, prestar atenção na hora que esse suplemento alimentar deve ser consumido para não atrapalhar a refeição seguinte. Dessa maneira, a orientação de um nutricionista é importante para estabelecer a dosagem e o horário ideal para que haja o consumo desse produto.


Receitas saudáveis:


Caldinho de feijão proteico

2 colheres (sopa) de azeite de oliva

1 dente de alho picado finamente

½ cebola picada em cubos pequenos

1 xícara (chá) de feijão carioca cozido (caldo e grãos)

2 xícaras (chá) de água

Sal a gosto

1 folha de louro

Pimenta do reino moída na hora

Cebolinha picada (opcional)

1 dose de suplemento alimentar hiperproteico em pó sem sabor


Modo de preparo: Em uma panela, aqueça o azeite e refogue o alho e a cebola. Junte o feijão e bata tudo no liquidificador, com a água, até ficar homogêneo. Coloque de volta à panela, tempere com o sal a gosto, a folha de louro e a pimenta do reino. Cozinhe até levantar fervura. Finalize com a cebolinha picada. Na hora de servir, adicione 1 dose de suplemento alimentar hiperproteico em pó sem sabor e misture bem. Sirva em seguida.


Salada de frutas com creme de baunilha

½ xícara (chá) de salada de frutas (da sua preferência)

1 pote de creme ou flan hipercalórico e hiperproteico sabor baunilha (125g)

Hortelã para decorar (opcional)



Modo de preparo: Em um copo ou uma taça de sobremesa, acrescente o creme ou flan de baunilha hipercalórico e hiperproteico. Adicione a salada de frutas. Decore com folhas de hortelã. Sirva em seguida.



Vitamina de banana com chocolate


1 banana pequena madura 1 garrafinha de suplemento hiperproteico sabor chocolate (200ml)



Modo de preparo: Bata todos os ingredientes no liquidificador. Sirva em seguida.


Por: Dra. Carolina Pimentel - Nutricionista com Mestrado e Doutorado em Ciências da Nutrição pela Universidade de São Paulo

APOIO

logo-abg-branco.png
logo-sbgg.png
logo-ashoka-branco.png
logo-acirmesp-branco.png