duv-idoso-faixa.jpg
duv-idoso-logo.png

PATROCÍNIO

nestle-health-science_footer.png

Tipos de óleos e gorduras



A Nutrição tem papel super importante na prevenção e no tratamento de inúmeras enfermidades, sobretudo no desenvolvimento das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT), consideradas um dos mais importantes problemas de saúde pública da atualidade no mundo e em nosso país e muito prevalentes na população mais idosa.


Além da quantidade, a qualidade dos alimentos que consumimos, principalmente aqueles que são fonte de gorduras devem ser levados em conta na hora de preparar as refeições em casa. Especialistas em todo o mundo têm elaborado, com base em evidências científicas, guias sobre o consumo de gorduras e proposto adequação das quantidades e tipos de gorduras a serem consumidas.


Sabemos que as gorduras desempenham, papéis fundamentais no nosso organismo, por isso elas devem fazer parte da nossa rotina alimentar. Porém, precisamos sempre entender o tipo, a forma e a quantidade que está sendo ingerida.


Na hora de fritar ou refogar os alimentos, uma das formas de fazer essa escolha é levar em consideração às alterações física e químicas que eles sofrem durante o aquecimento, como a formação de fumaça e compostos indesejáveis.


Nas preparações fritas, o óleo atinge altas temperaturas, nesses casos, o ideal é o utilizar o óleo de soja ou de canola, que possuem maior ponto de fumaça. Já quando for refogar os alimentos, os outros tipos de óleos como os de milho, girassol ou azeite de oliva podem ser utilizados.


Com relação ao azeite de oliva extra virgem, devido ao seu alto preço e ao ser aquecido apresentar alterações sensoriais, pode ser utilizado em preparações frias (como saladas e aperitivos) ou na finalização dos pratos.


Quando pensamos nos tipos de gorduras (monoinsaturadas, poli-insaturadas (ômega 3 e 6), saturadas e trans) presentes nos diferentes óleos, vale a pena dar preferência aos que apresentam maiores quantidades de mono (óleo de canola, abacate e azeite de oliva extravirgem) e poli-insaturadas (óleo de canola, milho, girassol, gergelim e algodão) e evitar o consumo excessivo de óleos ricos em gorduras saturadas (óleo de coco e azeite de dendê).


O importante é manter uma ingestão em quantidades adequadas dessas gorduras, sem exageros. E variar, na medida do possível, os tipos de óleo utilizados nas preparações em casa.

Receitas saudáveis

Berinjela grelhada com mussarela de búfala e tomate

1 berinjela

1 mussarela de búfala grande

1 tomate

Sal a gosto

Manjericão à gosto

2 colheres (sopa) de azeite de oliva extra virgem

Modo de preparo: Corte as berinjelas em rodelas. Em uma frigideira antiaderente, grelhe as berinjelas dos dois lados. Corte a mussarela de búfala e o tomate em rodelas. Em uma travessa, intercale camadas de berinjela, mussarela de búfala e tomate. Tempere com sal a gosto e as folhas de manjericão. Finalize com o azeite de oliva antes de servir.

Carne de panela com legumes

2 colheres (sopa) de óleo de soja ou de canola

½ cebola picada

2 dentes de alho amassados

500 gramas de acém em cubos

2 colheres (sopa) de farinha de trigo

500 ml de caldo caseiro de carne ou de legumes

4 unidades de batata médias em cubos

2 unidades de cenoura médias em rodelas

1 xícara (chá) de vagem picadas

2 colheres (sopa) de salsinha picada

Foto: Pinterest

Em uma panela de pressão, aquecer o óleo para refogar a cebola e o alho. Juntar a farinha de trigo e deixar dourar. Acrescentar o caldo caseiro, as batatas e as cenouras. Tampar a panela e deixar cozinhar em fogo baixo, por cerca de 10 minutos, após iniciar o chiado. Retirar a panela do fogo, esperar sair a pressão e acrescentar as vagens. Cozinhar por cerca de 30 minutos ou até apurar o caldo. Finalizar com a salsinha picada.

Bolinho de aveia com maçã e canela

3 ovos

1 copo de iogurte natural

½ xícara (chá) de óleo de milho

1 xícara (chá) de açúcar demerara

1 xícara (chá) de farinha de aveia

1 xícara (chá) de farelo de aveia

2 maçãs raladas (com casca, sem sementes)

1 colher (chá) de canela em pó

1 colher de sopa de fermento em pó

Foto: @juwatanabe

Bata os ovos, o iogurte, o óleo, o açúcar e a farinha no liquidificador ou na batedeira. Transfira essa mistura a uma vasilha e adicione as maçãs, a canela e por último, o fermento peneirado. Coloque a mistura em forminhas de papel (dentro de formas de cupcake). Finalize com fatias finas de maçã e canela. Leve ao forno médio (180º C) pré-aquecido por cerca de 30 minutos ou até que colocando um palito ele saia seco.

APOIO

logo-abg-branco.png
logo-sbgg.png
logo-ashoka-branco.png
logo-acirmesp-branco.png